domingo, 15 de novembro de 2009

Palavras são apenas palavras

Palavras são apenas palavras das quais nenhuma delas conhece o meu choro aquilo que realmente sou por dentro longe de todos, no meu canto esperando apenas que a chuva passe tentando escutar a canção que me traz de volta á minha infância, á época quando tudo fazia sentido por saber que queria ser criança e aquele era o meu espaço e tudo aquilo, aquela felicidade voou e hoje a minha mente vagueia por entre os poemas que planeio escrever ao fim do dia é o que me faz ainda ter algum valor e é na escrita que me reencontro sem precisar de alguém para tal e o mais triste é que foram nesses momentos que me tornei vazia, insegura, sem forças sou poeta não de versos nem de sonetos elegantes mas de lágrimas a escorrerem-me na face de sonhos estragados e de paixões que nunca vivi de sentimentos dolorosos e recordações cruéis mas que importa isso? Sou confusa por Natureza...mas sou eu! Sou tudo isto e o tempo passa e vejo a vida a passar-me ao lado num mundo cheio de mudanças e eu claro, na mesma bola de cristal e quando saio apenas rio com as únicas pessoas que ainda acreditam no melhor que existe dentro de mim porque puxam-me para cima mesmo quando nem consigo erguer os braços e o meu olhar é triste mas que importa isso? sou tudo isto, todo este lixo, e toda esta alegria desconcertante Sou eu mesma.

5 comentários:

  1. Adorei viu.
    Me fez pensar um pouco no meu EU!

    ResponderExcluir
  2. Ahh que bom que vc gostouu, é lindoo msm.!

    ResponderExcluir
  3. Minha vida nao foi um romance, daqueles que enquanto meninas sonhavamos...Ate hoje nunca tive um segredo, mas tenho segredos de amores...mas nunca a deixarei passar sem enredo. Minha pobre vida, rica e serena vida de encontros comigo e as vezes no oculto modo de ser, para ser eu mesma.

    ResponderExcluir